Você sabe o que é elisão fiscal e porque ele é importante ?

Elisão Fiscal

Você sabe o que é elisão fiscal e porque ele é importante para o seu empreendimento? Se não, então confira nosso post sobre o assunto e aproveite para tirar suas dúvidas!

Você já ouviu falar da elisão fiscal? Se você é administrador e está enfrentando problemas para cumprir com as suas obrigações fiscais, saiba que há uma saída legal para resolver esta questão e manter o seu negócio em funcionamento.

Nesse post, preparamos algumas informações para que conheça mais sobre a elisão fiscal e como é possível utilizar este recurso a favor de seu empreendimento.

Confira!

Elisão Fiscal: Primeiramente, a conceitualização

De início, vamos começar com a definição de elisão fiscal, que nada mais é do que um conjunto de métodos que visam a redução da carga tributária de uma empresa.

Ele está pautado nas brechas que as leis fiscais possuem, o que permite que o empresário as explore e consiga cumprir com as obrigações fiscais que lhe são possíveis.

De forma prática, a empresa deve explorar quais são as ações que servem de base para a cobrança de impostos e identificar quais delas podem ser substituídas ou eliminadas de suas atividades econômicas.

Assim, desaparecendo com as causas, um tributo não poderá ser cobrado.

Por que falar de elisão fiscal é importante?

Todo empreendedor sabe que a redução de gastos é um objetivo constante para equilibrar as contas e ter um negócio cada vez mais lucrativo.

No Brasil não é novidade para ninguém que a carga tributária é pesada, o que pode facilmente pode atrapalhar a administração de um empreendimento. Seja por desconhecimento, por sonegação de impostos ou por não conseguir pagá-los, o número de empresários que fecham as portas devido aos problemas com os órgãos fiscais não é pequeno.

Assim, conhecer e entender a aplicação da elisão fiscal é imprescindível para quem deseja ter uma relação amigável com as instituições fiscais, cumprindo com os seus deveres e, ao mesmo tempo, explorando os recursos que as leis ou as suas lacunas oferecem ao empreendedor.

Quais são os tipos de elisão fiscal existentes?

Agora que você entende a importância de se conhecer e discutir sobre elisão fiscal, é momento de conhecermos as principais modalidades deste método de redução de tributação. Vamos lá:

·  A escolha do enquadramento tributário compatível com a sua empresa

O primeiro tipo de elisão fiscal é algo que às vezes passa despercebido pelos empresários que não entendem a sua importância.

Para funcionar, um negócio precisa adotar um regime de tributação para que as suas atividades sejam fiscalizadas e ele possa pagar os impostos devidos a elas. Por isso, é necessário que este regime esteja em sintonia com o momento no qual a empresa passa, já que ele estará vigente por 12 meses.

Por exemplo, muitos escolhem o Simples Nacional inicialmente por ser um regime simplificado, sendo que dependendo do porte da empresa ela conseguirá ser estimulada caso o enquadramento MEI seja escolhido.

Assim, explore incansavelmente as opções de regime tributário disponíveis e identifique em quais a sua empresa se encaixaria e também qual deles oferece a menor quantidade e taxa de impostos para ela.

É também recomendável fazer a avaliação contínua deste enquadramento, haja vista que ele pode ser mudado todo começo de ano.

·  Mudar de endereço

Já pensou em procurar um canto neste Brasil imenso que cobre alíquotas menores do empreendedor? Migrar para uma cidade que ofereça vantagens financeiras é outra ideia.

Vale a pena fazer esta pesquisa, levando não só em consideração a taxa de impostos, mas também a infraestrutura logística que o lugar oferece para a sua empresa.

Há outros tipos de elisão fiscal, o que deve ser tratado e discutido com os seus contadores. Eles são as pessoas mais indicadas para aconselhá-lo sobre as escolhas tributárias que a sua empresa deve tomar.

Como colocar a elisão fiscal em prática?

Algumas medidas simples podem fazer toda a diferença para a aplicação da elisão fiscal em sua empresa. Conheça algumas dicas:

  • Disponha de bons profissionais na área de contabilidade, pois eles são conhecedores deste assunto. E podem ajudá-lo a encontrar e tomar outros caminhos;
  • Conheça a sua empresa e as elisões que são de origem legal (ou seja, expressa em leis). Ou de lacunas legislativas, sendo as últimas exploradas com o máximo de cuidado;
  • Verifique quais delas são compatíveis com a sua empresa;
  • Possua um ótimo controle financeiro, fazendo uma boa gestão de dados. Assim como relatórios objetivos e consistentes que o ajudem a acompanhar a real movimentação do negócio. Possibilitando a identificação de falhas e potencialidades em suas atividades;
  • Faça um diagnóstico fiscal eficiente, avaliando se o regime tributário escolhido foi a melhor opção para o momento em que a sua empresa vive;
  • Conte com um software gestão empresarial. Organize e concentre em um só lugar as informações sobre as atividades produtivas de sua empresa. Além disso, estabeleça um contato com os órgãos fiscais mais direto. Enviando dados a eles sem nenhum estresse, dentre outros.

Com estas medidas práticas, o empreendedor poderá conhecer melhor o seu negócio. E identificar a elisão fiscal que pode trazer mais vantagens financeiras para a sua balança comercial.

Novamente: tenha um software de gestão para sua empresa

A elisão fiscal é uma ferramenta que também é agraciada pela tecnologia. Já que é através da reunião e leitura de dados que os empreendedores podem ter o controle do que acontece em todo mundo.

Com um sistema de gestão empresarial, como a Lexos, é possível concentrar todos os dados da empresa. E fazer a comparação de enquadramento fiscal adotado posteriormente.

Com estas informações sobre os seus rendimentos e gastos, pode-se fazer a avaliação do enquadramento. E verificar se devem ser mudados ou não.

Conclusão

Antes de pensar em sonegar impostos ou praticar qualquer ação considerada ilegal pelo governo, lembre-se da elisão fiscal. Ao lançar mão deste artifício, é possível ter o valor e quantidade de tributos reduzidos consideravelmente. Isso sem precisar comprometer o funcionamento e a própria existência do seu empreendimento.

Para isso, não deixe de seguir as recomendações aqui expressas. E de ter a ajuda de um profissional capacitado da área de contabilidade. Pequenas ações e medidas inteligentes podem fazer uma grande diferença para o seu financeiro. Sucesso!

You Might Also Like