O que é uma holding familiar?

Holding familiar é uma palavra derivada do inglês e significa manter. Nesse caso a ideia é criar um grupo composto por pessoas da mesma família que desejam administrar todos os seus bens em conjunto.

Planejamento sucessório é a principal vantagem da criação desse tipo de grupo e é considerado de suma importância pelos integrantes do mesmo. A ideia fica clara de como estão sendo distribuídos todos os bens da família.

Portanto, é de suma importância saber o que é uma holding familiar e quais são os processos adotados. Acompanhe esse artigo, pois você terá acesso a todas essas informações e algumas dicas extras.

O que é uma holding familiar?

Uma organização formada por vários acionistas que possuem a maioria das ações de outras empresas, controlando a administração e políticas das mesmas.

Uma holding familiar, é tratada como uma empresa cujo o controle de patrimônios é feito pelos próprios familiares.

Todos os patrimônios e bens dos integrantes da família é gerenciado pela sociedade composta por membros da mesma família.

E as decisões são sempre tomadas por meio de deliberações sociais, envolvendo todos os sócios, que nesse caso não serão acionistas, como mostramos em outro artigo.

Já na questão administrativa e controle de outros aspectos as decisões são tomadas pela pessoa jurídica (holding familiar).

A organização pode ser classificada de duas maneiras:

Holding familiar pura: essa é criada para ser apenas a controladora das finanças e questões administrativas, com o objetivo bem claro de administração de bens e da sociedade.

Holding familiar mista: nesse caso a empresa também é a controladora da administração dos bens e sociedade, porém com o adicional de exercer exploração em outras atividades empresarias.

Quais são os benefícios de organizar uma holding familiar?

Nessa parte vamos listar os principais benefícios de conseguir manter uma holding familiar:

Planejamento financeiro de todos os bens familiares.

Planejamento tributário, evitando problemas com a Receita Federal e outros impostos.

Blindagem patrimonial, evitando o “desgaste dos bens” por diversos motivos.

Planejamento sucessório”, mostrado assim que a sociedade é criada.

Vamos esclarecer um pouco mais sobre esses benefícios na sequência.

Quais são as vantagens de se ter uma holding familiar?

Após acompanhar os benefícios, vamos elencar as principais vantagens que todos esses benefícios trazem a holding familiar:

  • Redução da carga tributária incidente sobre os rendimentos da pessoa física, você pagará menos no Imposto de Renda Pessoa Física.
  • Na maioria dos casos evita conflito na separação dos bens entre os familiares (planejamento sucessório).
  • O capital é retornado na forma de lucros e dividendos sem a tributação.
  • Resguarda todo o patrimônio familiar, uma vez que o planejamento sucessório foi resolvido.
  • Preservação de todos os bens familiares diante da participação de qualquer integrante (pessoa física) em outras sociedades de acionistas.
  • Proteção do patrimônio empresarial e pessoal dos integrantes.
  • Maior poder de negociação em créditos ou negócios de terceiros.
  • Centralização de todos os bens familiares, facilitando a gestão do patrimônio.

E quais são as desvantagens de uma holding familiar?

E alguns pontos negativos também precisam ser considerados na hora de criar uma holding familiar, veja quais são eles:

  • O excesso da capitalização pode ser um problema, pois nesse caso os acionistas (familiares) não receberiam um retorno justo pelos seus bens investidos.
  • Possibilidade de fraudes nas contas.
  • exploração subsidiária pode forçar as filiais a venderem seus produtos com preços muito baixos e comprar bens a preços altos.
  • O monopólio secreto impede a entrada de outras empresas, prevendo eliminar os concorrentes.
  • A manipulação de informações podem ser utilizadas em ganhos pessoais. Um exemplo é usar as informações do desempenho de uma empresa subsidiária indevidamente para fins de especulação.
  • O poder econômico está concentrado no ambiente familiar, nesse caso a holding familiar.
  • O gerenciamento pode ser algo ruim para a holding, visto que o controle da administração pode ser desconhecido ou limitado por parte dos integrantes, sendo assim as limitações resultaram em resultados ineficazes (tomadas de decisões erradas).

7 Razões para criar uma holding familiar

Então como você já acompanhou até aqui, as principais vantagens de criar uma holding familiar são usufruir dos benefícios das esferas fiscal e societária.

E por isso, acrescentamos os principais motivos (razões) para se ter uma holding familiar:

  1. Redução do valor de carga tributária.
  2. Ter um planejamento sucessório.
  3. Crescimento em grupo.
  4. Planejamento e controle dos bens.

Administração colaborativa de todos os investimentos realizados pelos integrantes da sociedade.

Aumento de vendas e gerenciamento dos interesses dos sócios internos (família).

Retorno eficaz do capital em lucros e dividendos, isento de tributação.

Portanto, é considerada uma holding familiar a empresa que detém o controle total pelo patrimônio, seja ele de uma ou mais pessoas físicas de um mesmo grupo familiar.

Todos os bens devem estar em seus nomes.

E esse gerenciamento é feito pelos próprios membros da família, apesar de causar alguns transtornos como já mostrados no texto.

Resumindo, as vantagens estão: no planejamento dos tributos, planejamento sucessório e na blindagem do patrimônio familiar.

Uma holding familiar defende o patrimônio familiar das exigências externas, muitas vezes feitas por outras empresas privadas.

Também é valioso destacar que, para o sucesso de uma holding desse porte será necessário o gerenciamento financeiro e um controle de como o grupo familiar lidera sua equipe.

Pensando nisso é primordial que a holding familiar tenha um gerenciamento orçamentário eficiente, para que não haja transtornos e surpresas entre os participantes da sociedade.


You Might Also Like