Disfunção erétil: sintomas, tratamentos e causas

Difunção eretil sintomas

Disfunção erétil ou impotência sexual é todo e qualquer problema relacionado à ereção, incapacitando o indivíduo de manter relações sexuais satisfatórias.

Sintomas

Se engana quem pensa que a disfunção erétil só acontece em homens que estão na terceira idade (acima de 60 anos), na verdade, pode até ser um problema mais comum entre essa faixa, porém, alguns jovens também podem desenvolver o problema. 

E mais, outro engano é achar que a disfunção erétil significa simplesmente que o pênis não fica duro, na verdade, existem diversas formas de uma impotência se manifestar. Confira as mais comuns:

Incapacidade em obter ou manter a ereção

Sem dúvida, esse é o sintoma mais clássico da disfunção erétil, a incapacidade de obter a ereção, mesmo com estímulos. E em alguns casos o pênis pode até  ficar ereto, mas por pouco tempo.

Demora para conseguir a ereção

Em alguns casos, o homem até consegue ter uma ereção duradoura, porém, ela demora para acontecer.

Ereção insuficiente

Há casos em que o mecanismo de ereção até funciona, porém, não consegue captar sangue o suficiente para que o pênis aumente consideravelmente seu volume e fique verdadeiramente rígido, esse é umas das maneiras pelas quais o viagra funciona bem.

Ejaculação precoce

Muito comum, até entre pessoas mais jovens, a ejaculação precoce, embora possa ser um distúrbio completamente diferente, ela pode fazer parte da impotência sexual, ocorrendo pouco tempo após o pênis conseguir a ereção ou, até mesmo, durante uma ereção parcial.

Ausência de ereções espontâneas

É muito comum o pênis ficar ereto espontaneamente, pela manhã ou durante o sono, por exemplo, e isso significa que o corpo está trabalhando bem durante o sono e que a saúde sexual do homem está perfeitamente bem.

Na verdade, é bem comum o homem passar 20% do tempo do sono com o pênis ereto.

Porém, homens com disfunção erétil podem ter menos tempo de ereção espontânea durante o sono ou simplesmente não apresentá-la.

Outros sintomas relacionados

perda de libido

Outros sintomas que, embora não façam parte da impotência sexual, podem estar relacionados ao problema são:

  • Crises de ansiedade;
  • Atrofia ou ausência dos testículos;
  • Curvatura acentuada do pênis;
  • Redução dos pelos corporais.

Fatores de risco

A disfunção erétil, ou impotência sexual, em alguns casos, pode servir como alerta para doenças cardiovasculares, inclusive, os fatores de risco para doenças cardiovasculares, como infarto e derrame, também são considerados fatores de risco para disfunção erétil.

Isso se explica pela necessidade de um enorme aumento do fluxo de sangue para que o pênis fique ereto e, no caso da circulação para o órgão estar comprometida por um desses fatores, a disfunção erétil pode surgir.

Alguns dos fatores de risco são:

  • Sedentarismo
  • Diabetes
  • Hipertensão arterial
  • Dislipidemia (colesterol e triglicérides alterados)
  • Tabagismo
  • Obesidade

Mas, infelizmente, outros fatores também são considerados de risco, os quais afetam a autoconfiança do homem, como desemprego, aposentadoria, crises financeiras, luto na família, entre outros.

Tratamento de Disfunção erétil

Então, o tratamento da disfunção erétil começa pela identificação e controle dos fatores de risco.

Geralmente, o médico prescreve medicamentos orais, os chamados inibidores da fosfodiesterase tipo 5, como Sildenafila, vardenafila e tadalafila.

Caso o tratamento a base de medicação oral não faça efeito, então, o médico considera outras modalidades terapêuticas, mais agressivas, chamadas de “segunda linha”, como a bomba de vácuo, injeções de vasodilatadores.

Não resolvendo, aí então, considera os da chamada “terceira linha”, que são as próteses penianas, o último recurso.

Medicamentos para Disfunção erétil

Antes de mais nada, vale alertar que apenas um médico pode avaliar o seu caso e indicar o melhor medicamento, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique.

Os medicamentos mais indicados para o tratamento de disfunção erétil são:

Causas

Para que haja uma perfeita ereção, vários órgãos e tecidos precisam funcionar em harmonia, qualquer falha de um desses órgãos pode resultar na disfunção erétil.

Infelizmente, nem sempre é tão simples definir, exatamente, a causa ou o órgão que está prejudicando o bom funcionamento do organismo como um todo.

No mais, a impotência sexual pode estar diretamente, ou indiretamente, ligada a diversas doenças. Por isso, tratar a disfunção erétil passa, obrigatoriamente, pela descoberta da causa.

As causas mais comuns de disfunção erétil são:

  • Alcoolismo e tabagismo.
  • Distúrbios psicológicos
  • Doenças hormonais, como diabetes, problemas endócrinos… Doenças neurológicas, como Parkinson, lesões na medula, mal de Alzheimer…
  • Doenças vasculares, que causam entupimento das artérias e veias, prejudicando a chegada do sangue ao pênis
  • Consumo excessivo de medicamentos
  • Cirurgias pélvicas
  • Doença de Peyronie ou fibrose dos corpos cavernosos

You Might Also Like