Como criar sua empresa em 10 passos

O crescimento de sua empresa depende de você, mas principalmente da gestão financeira e contábil do seu empreendimento, além de outros fatores. Saiba neste artigo o que deve ser feito para criar sua empresa ou que ela continue crescendo.

Tomar a decisão de assumir o risco sem a certeza de que gera benefícios, nem o tempo em que o investimento retornará é algo muito desafiador. É o primeiro passo que leva você a mobilizar uma série de recursos humanos e financeiros, o que permite que inicie um projeto, mas depois de um tempo, não basta apenas realizar uma ideia, pois devemos ter um propósito e ações certeiras.

Você enfrenta o mercado, clientes, fornecedores, funcionários, nome limpo, entidades fiscais (SII, Municípios, Inspeção do Trabalho, etc.). Estes mostram ou exigem a necessidade de estruturar e formalizar uma série de fatores que o fato de não considerá-los pode levar seu empreendimento ao fracasso, mas ao invés disso eles e o seu crédito financeiro, são levados para o próximo passo “Ser uma empresa de sucesso”.

Levando estes aspectos em consideração, existem 10 passos que são muito importantes para mudar de sua pequena empresa para uma empresa grande e reconhecida no mercado. Confira-os a seguir:

1. Formalizar a empresa

Definir o tipo de sociedade se será coletivo ou individual, além de definir a razão de ser da empresa, e como ela é projetada para o futuro. (Declarações estratégicas Missão, Visão)

2. Plano de negócios

Definir os seguintes itens dentro de seu negócio é vital: é o segmento de mercado que irá enfrentar, fontes de renda, canais de vendas, fontes de renda, atividades-chave, parcerias-chave e quais são os principais custos de acordo com o crédito financeiro disponível.

3. Estabelecer e projetar sua capacidade financeira

As empresas vão à falência pelo fluxo, não pela lucratividade. Sabendo das possibilidades que você terá para cobrir pagamentos, para investir a curto e longo prazo, pesquise e utilize ferramentas de gestões para o controle e registro de informações financeiras.

4. Use a tecnologia

O uso da tecnologia aumenta exponencialmente a produtividade. E é um dos fatores mais relevantes no contexto empresarial, pois tem a capacidade de contribuir em muitas áreas. Por exemplo: se na sua empresa os salários e impostos dos trabalhadores são calculados manualmente, você está perdendo muito tempo e, portanto, dinheiro. Com algumas ferramentas disponíveis na internet, você pode processar centenas de assentamentos salariais e gerar automaticamente o livro de remunerações, além de fazer o upload das imposições necessárias.

5. Delegar

O proprietário ou gerente não pode fazê-lo, não só por uma questão de tempo, mas também porque ele não pode ser um especialista em todas as áreas. Ter funcionários eficientes e pensantes irá ajudá-lo a delegar.

6. Gestão de fornecedores

Não há dúvida de que para comercializar seu produto ou serviço você tem vários fornecedores e a má gestão deles pode causar atrasos para seus clientes, portanto, escolher os fornecedores certos pode evitar qualquer desconforto. Sabemos que no que diz a respeito o crédito financeiro acaba sendo consumido em uma boa parte, mas é muito importante para iniciar e começar seu negócio, pois investimento é tudo. Sendo assim, pesquise com paciência para evitar problemas em seu negócio.

7. Gestão de processos

Apenas diagramando os principais processos do seu negócio, as primeiras melhorias são obtidas e elas são repetidas tantas vezes quando o processo é executado corretamente.

8. Administração do tempo

O tempo é um bem muito precioso, portanto, você deve cuidar dele e otimizá-lo. Aqui nós propomos a seguinte matriz que irá ajudá-lo:

  • Importante

Se for urgente faça na hora, caso seja algo que pode esperar programe-se para não esquecer e criar uma rotina de obrigações a serem realizadas no prazo correto.

  • Não importante

Neste caso, delegue alguém para realizar o serviço e se não for urgente elimine.

9. Faça o seu negócio funcionar sem a sua presença

Esta é uma mudança que inicialmente poderia custar para perceber, neste ponto, as ferramentas que se alojam na nuvem são uma contribuição real. Por exemplo, com algumas ferramentas disponíveis na internet, você tem o controle da sua empresa on-line, pode controlar a liquidez e a rentabilidade de qualquer lugar e até mesmo com o seu celular ou tablet.

10. Cadastre sua marca

Isso evitará possíveis litígios que possam até ameaçar sua atividade comercial.

Outro aspecto importante é sempre ter o conselho necessário de um profissional e um sistema de gerenciamento automático que lhe permite conhecer o status da sua empresa a partir de qualquer dispositivo, incluindo celular, onde você está e quando precisa.

You Might Also Like